Foto por: Divulgação
Filme ’A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell’ (2017)

Com uma história cativante e muita ação, ’A Vigilante do Amanhã’ é a sugestão para o fim de semana

Por: Miguel Flauzino
08/11/2019 às 16:16
Cultura e Diversão

Neste final de semana a sugestão é baseada em um anime de 1995. Mas calma, se você não gosta de anime está tudo bem. O filme, por mais que seja baseado em um, pode ser entendido e apreciado de forma independente. Com muita ação, e até uma certa filosofia, ‘Ghost in the Shell’ vai animar esses dias que parecem vir com chuva.

Em um futuro não muito distante, a tecnologia acaba se tornando parte intensa da vida dos humanos. Major – a primeira a fundir um cérebro em um corpo de robô – faz parte de uma equipe de elite especializada em combater crimes cibernéticos. Sem saber como foi seu passado, ela busca respostas, e acaba encontrando muito mais do que imagina.

No início, a história é contada rapidamente, com o objetivo de fazer o espectador entender tudo o que vai acontecer. Essa técnica de certa forma prejudica o filme, porque não traz profundidade para certos personagens, porém o básico está nas telas. Contudo, a trama possui descobertas com pesos reais para o enredo e a dúvida sempre instiga o público a manter-se fixado na tela. 

É importante destacar a cena em que a protagonista está sendo hackeada, e o filme propõe trazer um realismo extremamente intrigante para algo totalmente virtual. 

Vale citar outros aspectos interessantes do filme. Os cenários são bonitos e refletem uma cidade tecnológica, e sem muita humanidade. As trilhas sempre possuem uma pegada eletrônica, falando com os lugares que em sua maioria são compostos por luzes fortes, parecendo neons. Não dá pra deixar de citar uma área essencial para este tipo de longa: a ação. Não é única e nem perfeita, há vários outros filmes com sequências melhores. Entretanto, através do contexto proposto, combina e satisfaz na medida do possível.

Também existe a queridíssima Scarlett Johansson (famosa por interpretar a Viúva Negra) como protagonista. E a atriz é eficaz. Se movimentando de uma forma robótica e sempre com um tom de voz único, ela reflete bem um ser mecânico e as dúvidas que permeiam a mente da personagem. O resto do elenco também é interessante, e todos estão parecidos com o anime de 1995 – um ponto a mais para aqueles que já conferiram o desenho.

Na questão filosófica – conforme disse no começo do texto –, o longa é raso se comparado à animação, mas mesmo assim ainda consegue trazer algo. Perceba como as pessoas e robôs se tornaram muitas vezes um ser apenas. Há até mesmo um homem que tira o fígado para colocar algo cibernético no lugar só para beber mais. Será que um dia chegaremos neste nível?

‘A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell’ é um filme com uma história interessante e ação suficiente para não entediar. Mas também possui um "tempero” a mais.

Vale conferir.

E sim, esta produção está no catálogo da famosa Netflix.

Bom filme!








Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!