Foto por: Divulgação
Manifestantes na Alberto Andaló

Cerca de 500 pessoas, segundo a PM, protestam contra soltura de Lula na Andaló

Por: Da Redação
09/11/2019 às 11:53
Bastidores

Ato foi convocado por movimentos de direita como VPR, MCB e MBL.

Com  falas contra o STF e expressões como "Lula Ladrão”, cerca de 500 manifestantes, segundo a Polícia Militar, protestaram na manhã deste sábado (9), na Avenida Alberto Andaló, em Rio Preto, contra a soltura do ex-presidente petista, ocorrida na tarde da sexta-feira (8). 

A manifestação foi convocada por movimentos de direita que chacoalharam a cidade durante os atos pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, como o MBL, o VPR e o MCB, este último com origem local.
 
A advogada Tuca Vetotrasso, nova presidente do MCB e uma das organizadoras do evento, considerou que o grupo conseguiu dar o recado. "Eu achei que foi dado o recado. Rio Preto não compactua com a impunidade que o STF quer nos impor", afirmou.

O grupo começou a se concentrar por volta das 10h e ficou até quase ao final com uma média de 200 pessoas. O movimento aumentou no final, quando, por volta das 11h30, os manifestantes cantaram o hino nacional e encerraram a atividade. Antes, porém, houve uma caminhada por duas quadras da Andaló. 

O aposentado André Luiz Oliveira, de 64 anos, disse que faz questão de ir à todos os atos na cidade convocados pelos apoiadores da direita. "Não estamos concordando com o que está acontecendo no Brasil. A começar pelo STF. Eu penso mais nos meus netos, no futuro. A gente precisa fazer alguma coisa. Não tenho ligação política nenhuma, meu partido é o Brasil. Eu participo de todos os atos em Rio Preto", falou.

Novamente os manifestantes se vestiram de verde e amarelo e levaram cornetas e apitos, além de faixas e cartazes. 







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!