Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Reprodução
Souza fez postagens com acusações contra Coronel Helena

Coronel Helena processa criminalmente vice-presidente do PTC por comentários no Facebook

Por: Heitor Mazzoco
20/10/2020 às 17:41
Eleições 2020

Anderson Rogério de Souza afirmou ao DLNews ter provas e que as apresentará na Justiça


A candidata Coronel Helena (Republicanos) entrou com queixa-crime na Justiça contra Anderson Rogério de Souza, vice-presidente do PTC, que está na coligação de Marco Casale (PSL) na disputa pela Prefeitura de Rio Preto na eleição deste ano. As acusações são por calúnia, difamação e injúria racial.

De acordo com a campanha de Coronel Helena, comentários no Facebook e WhatsApp atingiram a honra da candidata. Em uma das postagens anexadas na ação, Souza pede explicações a Helena sobre uma suposta agressão que a candidata do Republicanos teria cometido contra a própria mãe.

"Souza vem repetindo de forma caluniosa que Coronel Helena teria agredido sua própria mãe, falecida em 2017. Também acusa a candidata a prefeita de não ter se casado para receber a pensão do pai, e que Helena só se casou ’para não perder o apoio da Igreja Universal’ na sua campanha", afirma trecho da publicação feita no site oficial de campanha de Coronel Helena.

O advogado de Helena, José Vítor Amaral Junior, diz ser "importante salientar a gravidade das afirmações levianas, inverídicas e espúrias sem provar qualquer uma das acusações".

A mulher de Souza também figura na ação. Isso porque, segundo a campanha de Coronel Helena, ela "utilizou contas próprias e da empresa dos dois para injuriar racialmente Coronel Helena, acusando-a de ter sido indicada aos cargos que ocupou por causa da ’sua cor’".

Outro Lado
O vice-presidente do PTC, Anderson Rogério de Souza, afirmou não ter medo da ação movida por Helena. Segundo ele, há provas sobre as acusações que fez.

"Tenho documentos que comprovam o que eu postei. Algumas coisas não são verdade, como a questão racial. Agora, sobre aposentadoria, isso é tranquilo. Eu tenho (provas). Ela postou e apagou muita foto desde 2005. Como uma pessoa pública, que nunca se casou? E sobre agressão contra mãe, há provas por investigação na Polícia Militar", afirmou. Souza disse ainda que Coronel Helena só parou de receber a pensão ao se aposentar neste ano.







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!