Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Reprodução
Citação ocorreu no primeiro programa eleitoral de Casale

Programa de candidato a prefeito de Rio Preto diz que Golpe de 1964 foi ’revolução’

Por: Heitor Mazzoco (@mazzocoheitor)
09/10/2020 às 20:27
Eleições 2020

Em livro sobre Ditadura, ex-presidente Ernesto Geisel refutou afirmação em entrevista nos anos 1980


Golpe 
No primeiro dia de campanha no rádio e na TV, o programa do candidato Marco Casale (PSL) citou que o Golpe Militar de 1964 foi uma "revolução". O trecho com a citação ocorre logo no começo do programa, quando o narrador apresenta Casale. "Ele nasceu em 1963, "um ano antes da revolução de 64". 


Geisel explica 1 
Um dos períodos mais tenebrosos da história do país, a Ditadura Militar (1964-1985) sufocou a Democracia, torturou e matou opositores. O ex-presidente Ernesto Geisel (1974-1979), inclusive, afirmou na década de 1980 que o Golpe de 1964 não foi revolução. 

Geisel explica 2 
"O que houve em 1964 não foi revolução. As revoluções fazem-se por uma ideia, em favor de uma doutrina. Nós simplesmente fizemos um movimento para derrubar João Goulart. Foi um movimento contra, e não por alguma coisa. Era contra subversão, contra a corrupção. Em primeiro lugar, nem a subversão e a corrupção acabam. Você pode reprimi-las, mas não as destruirá. Era algo destinado a corrigir, não construir algo novo, e isso não é revolução", disse Geisel. Para quem duvidar, a citação está no primeiro livro de Gaspari "As Ilusões Armadas - Ditadura Envergonhada".  







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!