Foto por: Divulgação Prefeitura de Rio Preto
Rio Preto sem Fome tem prazo prorrogado

Ação Rio Preto sem Fome é prorrogada para setembro e distribuição de cestas básicas são ampliadas

Por: Da redação
11/08/2020 às 17:11
Cidades

Com previsão de término para o dia 21 de julho, prazo da ação foi estendido por mais 60 dias

A prefeitura de Rio Preto, por meio das secretarias de Agricultura e Abastecimento e de Assistência Social, prorrogou a ação Rio Preto sem Fome por mais 60 dias. Anteriormente previsto para acabar em 21 em julho, o prazo foi estendido, com distribuição de mais 5 mil cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade social.

A ação também aumentou em 92% a quantidade de cestas básicas fornecidas regularmente, passando de 1,3 mil por mês, para 2,5 mil.

Segundo o secretário de Agricultura e Abastecimento, Pedro Pezutto, 8,3 mil cestas básicas foram distribuídas na primeira etapa da ação.  

Triagem

A Secretaria de Assistência Social realiza todo o processo de triagem e entrega das cestas. A avaliação das famílias a serem contempladas é feita mensalmente, através de análise de critérios que consideram a lista de inscritos no CadÚnico e as relações de famílias que recebem o Programa Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC) e Auxílio-Emergencial do Governo Federal. 

"O público atendido até o momento é formado por idosos e pessoas com deficiência em extrema pobreza sem benefícios ou com Programa Bolsa Família no valor até R$91; famílias em extrema pobreza sem benefícios; famílias em extrema pobreza com Programa Bolsa Família, mas inelegíveis para o Auxílio Emergencial; famílias em situação de vulnerabilidade e entregas por decisão judicial”, explica a secretária da pasta, Patrícia Lisboa. 

 Para ter acesso às cestas básicas, a população não precisa realizar nenhum procedimento especial, uma vez que a seleção é feita por triagem da Assistência Social nos CRASs de cada região. Os beneficiados são informados por correio, e-mail, SMS ou telefone sobre data e hora de retirada das cestas, que acontece mediante apresentação de documento pessoal.

As entregas estão sendo devidamente organizadas com distribuição nas dez regiões do município, a fim de evitar aglomerações. Pessoas sem condições de locomoção, como idosos e pessoas com deficiência, recebem os alimentos em seus domicílios.

Alimentos  

Mais de 70% dos alunos de creches e escolas municipais estão recebendo o Kit de Alimentação Escolar, com alimentos não perecíveis e legumes, frutas, proteínas e pães, em substituição à merenda que seria fornecida caso as aulas não estivessem suspensas. O tipo, a quantidade e a qualidade dos alimentos atendem aos critérios do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). O cadastramento de novos alunos continuará sendo feito até a retomada das aulas.

 

O Banco Municipal de Alimentos continua fornecendo hortifrútis em 44 mil atendimentos mensais a famílias em situação de vulnerabilidade social e a instituições assistenciais que preparam refeições. No primeiro semestre de 2020, o serviço distribuiu 282,6 toneladas de alimentos.

O Banco também organiza o recebimento das doações da sociedade civil motivadas pela pandemia, como as feitas por Rotary, Defesa Civil, Fundo Social de Solidariedade, Rede Muffato, Grupo de Propagandistas da Indústria Farmacêutica de Rio Preto e Região, Loja Maçônica Cosmos, Grupo Tarraf, produtores familiares do município e da região e uma distribuidora de alimentos. Até 31 de julho, foram recebidas e distribuídas 35,2 toneladas de doações de alimentos secos, cestas básicas, frutas, legumes e verduras e itens de higiene e limpeza. 

Bom Prato  

 A Prefeitura de Rio Preto também repassou – como acontece anualmente – ao Restaurante Bom Prato de Rio Preto, programa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo gerenciado pela Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus, R$ 120 mil em subvenção social para auxiliar em sua manutenção. O serviço atende, especialmente, pessoas em situação de vulnerabilidade e de rua. Para essas últimas, inicialmente, havia custeio de refeições populares pela Secretaria de Assistência Social e, agora, convênio com o governo estadual dá gratuidade a 120 refeições. A secretaria municipal continua complementando a ação com distribuição de tíquetes à população em situação de rua.

 

 






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!