Foto por: Laysla Jacob / Alesp
Deputado foi condenado em primeira instância

Deputado Douglas Garcia é condenado por lista ’antifas’, que inclui pessoas da região de Rio Preto

Por: Heitor Mazzoco
10/08/2020 às 13:22
Política

A relação de cerca de mil nomes, fotos, telefones e até endereços foi exposta em um dossiê

O deputado estadual Douglas Garcia (PTB) foi condenado em primeira instância a pagar R$ 20 mil por dano moral a uma mulher da região de Ribeirão Preto, que teve dados pessoais vazados em uma lista popularmente chamada de "antifas". A relação de cerca de mil nomes, fotos, telefones e até endereços inclui pessoas da região de Rio Preto.


Na ação, a mulher afirmou que chegou a receber ameaças após ter dados pessoas vazados na lista. Naquele momento, a lista foi atribuída ao deputado Douglas Garcia, à época no PSL. Isso porque, dias antes, ele pediu que apoiadores enviassem dados de pessoas que teriam participado de manifestações antifascistas. Algumas manifestações, principalmente na Capital paulista, ocorreram contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

A intenção de Garcia era elaborar um dossiê. Em um vídeo nas redes sociais, o deputado aparece com diversas páginas em que dados de supostos antifascistas foram elencados. O deputado afirmou que os dados foram enviados para Embaixada dos Estados Unidos e Polícias Federal e Civil.

Para o juiz Guilherme Ferreira da Cruz, o deputado poderia ter provado que não vazou o dossiê antifas apresentado a própria lista, o que não fez. O parlamentar negou em sua defesa ser autor do vazamento. Ele vai recorrer da decisão.    

Entenda o caso 

No dia 4 de junho último, uma lista de antifascitas foi vazada nas redes sociais. Pessoas de diversas cidades, o que inclui a região de Rio Preto, tiveram dados pessoais expostos. Leia mais aqui.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!