Foto por: Presidência da República
Abraham Weintraub, ministro da Educação

Irritadas com Weintraub, universidades da região recebem sinal de que ministro será demitido

Por: Maria Elena Covre, Fabrício Carareto, Heitor Mazzoco e Lucas Israel
23/05/2020 às 19:24
Bastidores

Abraham Weintraub é alvo de pressões externas e do próprio governo.

Menos um 
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, está com os dias contados no primeiro escalão do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Escritórios com representantes de universidades da região de Rio Preto, inclusive, já receberam o sinal de que o presidente vai demiti-lo. Para o lugar, o mais cotado é o carioca Antônio Freitas, ainda desconhecido no meio. 

Tudo parado 
A insatisfação com Weintraub é grande e chegou até mesmo em Rio Preto. Ao menos quatro faculdades tentam reuniões para ampliar vagas e criar cursos de extensão, mas não conseguem sequer uma audiência com o ministro que dia sim e dia sim está bem ativo em redes sociais. 

Casos 
A Unilago, por exemplo, tenta criar mais 20 vagas para o curso de medicina.Enquanto a Unorp e Faceres, cursos de extensão. Na região, a Universidade Brasil, de Fernandópolis, que vive um caos com denúncias de fraude e venda de vagas, tenta reverter a decisão de extinção de diversos cursos.  

Fator corona 
Entre os lobistas de Brasília, a informação é a de que o ministro da Educação ainda não perdeu o cargo porque o Brasil foi fortemente atingido pela pandemia da Covid-19 e o foco mudou. A ala militar do governo trabalha também para que ele seja trocado rapidamente.  

‘Piadas’
Weintraub conseguiu, inclusive, incendiar o governo Bolsonaro até mesmo pela rede social Twitter. Entre as postagens, nos últimos meses, ofendeu chineses e "suspeitou”de uma mulher morta por Covid-19 no Equador que havia sido tratada pelo genro. Nos dois casos, Weintraub foi fritado nas redes e a Embaixada da China questionou o governo Bolsonaro e exigiu respeito ao povo chinês. 

Irritado 1
O assunto China, inclusive, foi o primeiro que despertou a ira do deputado federal de Fernandópolis Fausto Pinato (PP) com Weintraub. Agora, é a postura rígida de Weintraub em relação a Universidade Brasil que deixou o parlamentar bastante irritado, ou na gíria da internet, "pistola”. 

Irritado 2
Segundo Pinato, o ministro não quer aceitar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público Federal (MPF). "O Ministério Público quer continuar com a ação, mas propor um TAC, mas o MEC não quer aceitar, não quer intervir e não quer arranjar um comprador. Estou puto com esse cara”, afirma Pinato ao se referir a Weintraub.   

Abre tudo 1
Liszt Abdalla, representante da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em Rio Preto, disse que plano de retomada do comércio na cidade deveria estar um passo adiante. Para ele, após medidas duras como o isolamento social, a flexibilização já deveria ocorrer, porque Rio Preto tem índices na área da saúde melhores que a média nacional.  

Abre Tudo 2 
A Prefeitura de Rio Preto definiu cinco níveis que vão do relaxamento total ao lockdown. Hoje, a cidade está no nível três. Para Abdalla, no entanto, já poderíamos estar no nível 2, com abertura – com regras – de shoppings. Em duas semanas, segundo ele, já poderíamos estar no nível 1. "As empresas em geral já estão prontas e conscientes para retomar o trabalho de forma responsável”,cita.  

Transporte público 
Liszt Abdalla também citou que não viu "no plano de retomada diretrizes específicas Para o transporte público”. Segundo ele, há aglomeração nos pontos e no Terminal Urbano. "Deve-se escalonar horários de atividades produtivas, planejadas com cada setor, aumentando o números de ônibus, restringindo o número de passageiros,triplicando a frequência da limpeza dos ambientes, mantendo a fiscalização e oferecendo gratuitamente, nesses locais, máscaras, pontos de álcool gel, pois sem esse cuidado especial, todo plano pode ser prejudicado”.  

Mais verba 
O Ministério Público do Estado de São Paulo destina recursos de multas, TACs e acordos nas esferas cível e criminal para fundos de saúde municipais e estadual aplicarem no combate à Covid-19. Até o momento, R$ 76,6 milhões foram distribuídos para todas as regiões do Estado. Na região de Rio Preto, Macaubal recebeu R$ 76,8 mil, Monte Aprazível, R$ 36,9 mil, Tabapuã, R$ 30 mil e Novo Horizonte, R$ 7,6 mil. 

Sem fraude
O ex-vereador Maurin Alves Ribeiro (PCdoB) peticionou na ação de execução por improbidade administrativa e negou ter passado um imóvel para o filho para escapar de penhora. Maurin afirmou que se separou da então mulher e a casa foi repassada ao filho do casal. Para provar a separação, Maurin cita que a ex-mulher se casou de novo. Ele ainda mostra certidão de nascimento de sua filha mais nova, também com a nova companheira. 

Pós-pandemia
A Prefeitura de Catanduva oferece a partir da próxima segunda-feira (25) uma capacitação sobre como enfrentar a crise em cinco etapas. Tudo on-line. As aulas gratuitas vão de 25 a 29 de maio e inclui a proteção do caixa da empresa, conhecimentos sobre o crédito certo para cada negócio, inovação nas vendas e direitos dos empresários.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!