Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Imagem ilustrativa
Casal alega ter sido agredido em pesqueiro

Rede furada em pesque-pague termina em agressão e vai parar na polícia

Por: Da Redação
09/02/2021 às 09:32
Polícia

Dono do estabelecimento acusou visitantes de soltarem os peixes que haviam pescado


Uma rede furada em um pesque-pague de Guapiaçu foi parar na polícia nesta segunda-feira (8), em Rio Preto.


Um casal alega que foi agredido por um funcionário do pesqueiro após desentendimento. As vítimas alegam que foram abordadas por esse homem, de apelido "Preto", que os acusou de estar praticando o pesque-solte, o que seria proibido. O casal disse que não estava soltando os peixes, mas que havia um rasgo na rede fornecida pelo pesqueiro, tanto que ela havia sido substituída por outro funcionário.

As vítimas foram reclamar com o proprietário do comportamento do funcionário, que teria sido grosseiro e dito que "estava acostumado a lidar com esse tipo de pessoa", referindo-se ao casal.

Na hora da pesagem dos peixes, o funcionário teria abordado as vítimas novamente e teria começado a desferir golpes com uma vara de pescar. A mulher tentou intervir, mas foi empurrada por "Preto" e caiu no chão.

O casal pagou R$ 400 ao pesque-pague e foi atendido no hospital Austa em Rio Preto. A Polícia Civil vai investigar as agressões.







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!