Foto por: Roald Júnior do Brasil
Crime aconteceu no edifício Jamil Ulisses Cury, no bairro Santos Dumont, em Rio Preto

Suspeitos de assaltar prédio e fazer reféns em Rio Preto são presos na Baixada Santista

Por: Karol Granchi
14/08/2020 às 16:02
Polícia

Homens da 1ª Delegacia de Investigações Gerais da Deic de Rio Preto trabalham nas investigações que ocorrem no litoral paulista

Policiais civis da 1ª Delegacia de Investigações Gerais da Deic trabalham na Baixada Santista para prender membros da quadrilha que assaltou um prédio e fez funcionários e moradores reféns, no mês passado, em Rio Preto.

O crime aconteceu no edifício Ulisses Jamil Cury, no bairro Santos Dumont. Segundo o delegado Paulo Buchala, que coordena as investigações, quatro dos seis criminosos foram presos em flagrante na última sexta-feira (7), durante o roubo de um apartamento em Santos, no litoral paulista.

"São membros de uma organização criminosa perigosa, especializada neste tipo de crime e que age em todo o Estado de São Paulo. Produzimos provas de que eles praticaram, no mínimo, cinco roubos”, afirmou Buchala.

Nesta quinta-feira (13), a equipe de policiais civis conseguiu prender em flagrante o responsável pela contratação dos apartamentos. O suspeito se passava por inquilino e fazia as negociações com as imobiliárias. A ação conta com o apoio da Polícia Civil de São Bernardo do Campo (SP), que também investiga o caso. Membros da mesma quadrilha são suspeitos de roubar um apartamento na cidade em 2018.

Os policiais também apreenderam joias e documentos. Os suspeitos estão presos à disposição da Justiça na Deic de Santos. As investigações continuam em andamento.

O assalto

Criminosos armados com revólver renderam um porteiro e roubaram um apartamento após invasão, na tarde de 3 de julho, no edifício Ulisses Jamil Cury, no bairro Santos Dumont, em Rio Preto. O crime mobilizou as polícias civil e militar, além do helicóptero Águia.

Após render o porteiro, os suspeitos arrombaram a porta de um dos apartamentos do 4º andar e fizeram a empregada doméstica refém. A mulher foi levada até o 7º andar, onde os suspeitos entraram em outro apartamento e renderam mais seis integrantes da mesma família. O local também foi revirado.

Os quatro criminosos levaram joias, relógios, vídeo-game e perfumes. Eles fugiram em um Livina de cor prata. O veículo chegou a ser apreendido pela polícia dias depois, após ser encontrado abandonado.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!