Foto por: Reprodução
Apenas quatro municípios do Estado não têm casos de Covid-19 até o momento

Região de Rio Preto lidera ranking estadual de ocupação de leitos de UTI para Covid-19

Por: Maria Elena Covre, Fabrício Carareto e Heitor Mazzoco
10/08/2020 às 20:25
Bastidores

Regional com 97 municípios passou à frente da DRS de Franca, que está na fase vermelha do Plano SP de flexibilização da economia

‘Líder’
A DRS (Diretoria Regional de Saúde) de Rio Preto, com 97 municípios, é a que concentra o maior número de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 em São Paulo. É o que revelam dados atualizados nesta segunda-feira (10) pelo governo do Estado. A região, que vive escapando por um triz da fase vermelha há semanas, começa a semana com 79% das vagas para o tratamento de pacientes graves ocupadas. 

Decréscimo 
A DRS de Franca, que ainda está na fase vermelha, era a que apresentava maior perceuntual de leitos de UTI ocupados até este final de semana. Pelos números atualizados, a região está, agora, com 78,7% de taxa de ocupação nas UTIs para Covid. Na semana passada, Franca estava com quase 85% de ocupação. 

Boom de casos 1
Com os mais de mil casos contabilizados de contaminação por Covid-19 no último final de semana, Rio Preto teve a semana epidemiológica com maior contágio desde o final de junho. Entre os dias 2 e 8 de agosto, 2.337 pessoas testaram positivo para a doença. 

Boom de casos 2 
Das seis últimas semanas epidemiológicas, não houve diminuição de casos da Covid. Entre 28 de junho e 4 de julho (899 casos). Entre 5 e 11 de julho (1.291), 12 a 18 de julho (1.398), 19 a 25 de julho (1.431) e 26 de julho a 1º de agosto (1.884).

Recontagem 1
Enquanto isso, a Defensoria Pública de Rio Preto pediu ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) uma recontagem de leitos para atendimento de pacientes com Covid-19 na região de Rio Preto. De acordo com o documento assinado pelos defensores públicos David Quintanilha Failde de Azevedo, Letícia Marquez de Avelar e Júlio César Tanone, um hospital particular de Catanduva teria registrado dados incorretos quanto aos leitos para o tratamento da Covid-19. 

Recontagem 2
A informação da Defensoria Pública foi repassada pelo promotor de Justiça André Luiz Nogueira da Cunha, de Catanduva. "Indispensável, portanto, a realização de vistoria, com vistas a aferir o número exato de leitos de enfermaria e UTI efetivamente disponíveis na rede hospitalar da região, a fim de corrigir eventual distorção nas informações constantes da base de dados do Censo Covid", citam no documento.

Mais questionamentos
Em outro documento, enviado ao Governo de São Paulo, o defensor Júlio Tanone questiona se todos os leitos disponíveis estão com equipamentos necessários para atender pacientes. O Departamento Regional de Saúde (DRS) de Rio Preto tem cinco dias para responder aos questionamentos enviados pelo defensor Júlio Tanone. O Cremesp tem 10 dias para responder e providenciar vistorias.

Esgotados 
A médica intensivista Suzana Lobo, chefe da UTI do Hospital de Base e presidente da Associação de Medicina Intensiva Brasileira, fez um apelo à população. Pediu que as pessoas respeitem as regras de isolamento e distanciamento social e parem de fazer festas e aglomerações. E fez um alerta: "Estamos colapsados", voltou a alertar a médica  em entrevista à TV Câmara de Rio Preto, sobre ocupação de leitos UTI e esgotamento físico e mental dos profissionais que atuam nas unidades de terapia intensiva.

Nada adianta
Suzana lembrou que de nada adianta abrir leitos, muitas vezes desprovidos de todos os equipamentos necessários e de profissionais capacitados para atuar nas UTIs. Até por isso, a Defensoria Pública de Rio Preto disparou requerimentos à Prefeitura, à Diretoria Regional de Saúde e a entidades de classe médica questionando a qualidade desses leitos.

O mundo não para 
O mesmo alerta fez a diretora-administrativa do HB, Amália Tieco. "Estamos com ocupação de 87%. Ficamos preocupados. São 117 leitos, dos quais 102 estão ocupados. E o mundo não parou. Nosso hospital é referência para traumas, transplantes, outras doenças. Nesses casos estamos com mais de 100% dos leitos ocupados. Estamos trocando os quatro pneus com o carro andando."

Confortável 1
Diferentemente do PTB, que colocou a presidência da Emcop à disposição do prefeito Edinho Araújo (MDB) nesta segunda-feira (10), logo após o anúncio de que embarcará numa candidatura adversária, o Republicanos optou por ficar no governo, mesmo depois de tornar pública a pré-candidatura da Coronel Helena no dia 23 de março, ou seja, quase cinco meses atrás.  

Confortável 2
Assim, o partido, que desde o agravamento da crise sanitária vem surfando no desgaste provocado à administração municipal pelas medidas de isolamento social, segue numa posição curiosa: oposição no palanque e, ao mesmo tempo, governista com cargos de confiança. Fabiana Zanqueta segue como titular da Secretaria da Habitação. E Devair de Oliveira como subprefeito do distrito de Engenheiro Schmitt. 

Carta pronta
Questionado pelo DLNews se o partido iria, enfim, seguir o exemplo do presidente municipal do PTB e até então também presidente da Emcop, Adão da Costa Morais, o dirigente local do Republicanos, Diego Polachini, disse que o Devair já está com a carta de demissão pronta e que deverá entregá-la assim que voltar de férias na quarta (12). Coincidentemente, o dia limite para ele se descompatibilizar, uma vez que é candidato a vereador, é sexta, dia 14. No mais, ele afirma que os demais cargos já estão à disposição do prefeito "desde muito tempo”. 

Protocolo 
No governo, a postura do Republicanos é vista como fora do "protocolo”. Com uma candidatura que assume tom cada vez mais "agressivo”, o ideal é que o desembarque, por coerência, já tivesse ocorrido. E por iniciativa própria. 

Fala comigo 
Nos bastidores da eleição municipal de Catanduva, a luz amarela acendeu na trincheira progressista. Tudo em razão de um trecho do discurso do deputado estadual Delegado Olim (PP), que declarou em alto e bom som durante a inauguração do diretório do PP catanduvense que o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi (PSDB), tem ligado com insistência para ele querendo falar sobre a eleição da cidade. 

Operando por cima 
Vinholi é presidente estadual do PSDB, legenda que lançou candidatura própria e que tem no PP um dos principais aliados no governo paulista, inclusive com setores importantes da administração estadual nas mãos dos progressistas. "Não tem conversa, nosso candidato é Ricardo Rebelato", assegurou Olim. A sensação, no entanto, é de que a candidatura do empresário teria subido no telhado, com Vinholi "operando por cima”. 

No embalo 
Embalado pelo bom humor da população com o surpreendente terceiro lugar do Mirassol Futebol Clube no Paulistão, após gloriosa vitória em cima do São Paula na semifinal, o delegado e presidente do time, Edson Ermenegildo, divulgou vídeo neste domingo (9) anunciando sua pré-candidatura e prefeito da cidade pelo PSDB. 

Veterano 
De terno, gravata e uma estante de livros atrás, o delegado desfila seu currículo à frente da Polícia Civil, o que seria dispensável. Ermegildo está longe de ser uma figura nova para o eleitorado mirassolense. Como político, no entanto, ele não conseguiu até aqui angariar nas urnas o sucesso que angariou à frente do Mirassol. Já disputou sem sucesso a vereança e também a prefeitura. Em 2012, por exemplo, o tucano amargou a terceira colocação, com 2.547 votos, que representou 9,70% do eleitorado. 

Na pressão 
Consta que o delegado teria resistido ao máximo à ideia de um novo encontro com as urnas, mas sucumbiu diante da pressão do PSDB, que está determinado a garantir candidaturas próprias em ao menos 500 dos 645 municípios do Estado. É o projeto João Doria 2022 em curso. 

Conta azul 1
O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ) manteve decisão de primeira instância que obriga a empresa Azul Linhas Aéreas a pagar quase R$ 10 mil ao prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), por atraso em voos. 

Conta azul 2 
Para a Justiça, ficou comprovado dano moral, porque Edinho e familiares compraram passagens, em 2018, com antecedência de dois meses para participar do batizado de uma das netas do prefeito, no Rio Grande do Sul. O voo de ida, porém, foi cancelado horas antes da decolagem prevista. Eles chegaram com mais de 14 horas de atraso. Na volta, mais problemas. A previsão de chegada em Rio Preto era 15h, mas o prefeito e familiares chegaram por volta das 18h.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!