Foto por: Divulgação
Ministério da Saúde habilitou Horp para transplante de córnea

Ministério da Saúde volta a credenciar Horp para transplantes de córnea

Por: Maria Elena Covre, Lucas Israel e Fabrício Carareto
15/01/2020 às 19:47
Bastidores

Hospital estava há dois anos sem autorização para realizar procedimento

Transplante de córnea

O Hospital do Olho de Rio Preto (Horp) conseguiu retomar autorização do Ministério da Saúde para realizar cirurgias de retirada e transplante de córnea. Mas apenas por meio da rede privada, ou seja, pacientes oriundos de convênios ou particulares. 

Já está valendo

A portaria do Ministério da Saúde autorizando o HORP a voltar a fazer transplantes é do último dia 14 de janeiro e a publicação no Diário Oficial da União saiu nesta quarta-feira (15). Ou seja, já está valendo.

Reforma

A última cirurgia de transplante de córnea realizada no Horp ocorreu há mais de dois anos. Desde então, a autorização do Ministério da Saúde havia sido revogada, porque a instituição estava pendente com alguns requisitos obrigatórios. Desde então, começou uma corrida por cumprimento das exigências e retomada do credenciamento.

Passou por vistoria

Fiscais do Ministério da Saúde estiveram pessoalmente em Rio Preto no final de 2019 justamente para vistoriar as alterações feitas pelo Horp. A maior parte no centro cirúrgico, que recebeu melhorias importantes, segundo a direção do hospital.

Marina na área

A ex-senadora Marina Silva, celebridade da política nacional e principal nome da Rede Sustentabilidade no Brasil, é esperada em Rio Preto logo depois do Carnaval.

Missão quase impossível

Na agenda da ex-senadora e eterna presidenciável, está a organização local do partido e uma missão das mais difíceis: convencer a médica Amália Tieco, diretora administrativa do Hospital de Base, e cobiçada por dez entre dez partidos de Rio Preto, a assinar ficha na Rede e a sair candidata a vice de Carlos Arnaldo (PDT) na briga pela Prefeitura de Rio Preto.

Comissão Provisória

Uma Comissão Provisória da Rede Sustentabilidade foi oficialmente composta em Rio Preto na noite desta quarta-feira (15), tendo como presidente João Pedro Castelli (ex-integrante da juventude do PDT) e como vice, Rafael Marques (rio-pretense com relação estreita com a ex-senadora).

Costela do PDT

Outros 11 integrantes completam a Comissão Provisória da Rede. O evento de formalização da legenda foi na sede do PDT. E essa mistura meio doida tem explicação: a Rede, que nasce de uma costela do partido de Carlos Arnaldo na cidade, vai apoiar o pedetista. A legenda vai decidir, agora, se tem perna para montar chapa de vereadores.

De olho no PV

Com a Rede devidamente acoplada à sua candidatura, Carlos Arnaldo busca o apoio do PV, que já deu palanque ao empresário Maurício Bellodi, hoje longe da política partidária. Atualmente, a legenda é presidida pela empresária Aldina Damico. Mas o pedetista tenta o apoio por São Paulo, onde tem uma reunião marcada nesta quinta (16) para discutir o assunto com lideranças do partido na capital.

Consórcio

A ideia de Carlos de Arnaldo é reeditar aqui um consórcio que começa a ser desenhado no andar de cima, com PDT, Rede e PV. Em Rio Preto, o grupo que se define como centro, tenta se posicionar como opção à direita e à esquerda.

PP de Pauléra e Pinato

O vereador Paulo Pauléra, presidente do PP em Rio Preto, que nunca negou a dificuldade em fechar uma chapa completa e pegadora para as eleições à Câmara neste ano, apresentou, enfim, a base de seu time nesta quarta-feira (11). O evento contou com a presença do deputado federal Fausto Pinato para assinar ficha dos novos filiados.

Reforço

Os novos nomes do PP foram apresentados em um almoço e contou com a presença do deputado federal Fausto Pinato (PP), de Fernandópolis. Entre eles estão nomes que já disputaram eleições anteriores e que tiveram votação expressiva, como Paulo Rocha, Professor Fernando e Davi Cardozo. Ou que já se sentaram na cadeira de vereador – caso de Mateus Barboza e Jabis Busqueti.

Próximo passo

"Nosso objetivo é fortalecer ainda mais o partido”, disse Pauléra, que projeta sair das urnas em outubro com desempenho superior à eleição anterior, quando elegeu dois parlamentares. O próximo passo do Progressistas de Rio Preto é convocar assembleia para eleger o novo Diretório Municipal com a participação dos novos filiados.

Pinato cisca em Rio Preto 1
Oficialmente, o deputado federal Fausto Pinato (PP) esteve em Rio Preto nesta quarta (15) para abonar as fichas de novos filiados do partido. Mas, nos bastidores, o político de Fernandópolis reuniu-se também com um grupo de bolsonaristas que se autointitula "independentes”, e tem entre seus líderes Paulo Rocha, escrivão de polícia aposentado. 

Pinato cisca em Rio Preto 2
O grupo, que soma em torno de 20 nomes, esperneia contra lideranças como Paulo Bassan e Danila Azevedo. E decidiu correr por fora atrás de um partido que possa viabilizar candidaturas à Câmara de Rio Preto, já que o Aliança Pelo Brasil se mostra inviável para o pleito deste ano. Outro desejo dos "independentes” é um candidato a prefeito de Rio Preto com imagem colada ao do presidente da República para chamar de seu. E é aí que entra Pinato. 

Pinato cisca em Rio Preto 3
Na conversa com Paulo Rocha, o deputado federal teria, então, juntado a fome com a vontade de comer. Se apresentou como possível candidato a prefeito que eles querem e ofereceu o PP para abrigar todo o grupo. A negociação segue. Mas animou imensamente Pinato, que, em entrevista ao DLNews, disse que a transferência de seu domicílio eleitoral a Rio Preto, como está fazendo o emedebista Itamar Borges, é "muito provável”.

Fica onde está 

Já o deputado federal Geninho Zuliani (DEM), que montou um escritório-ostentação em Rio Preto, e também contratou na cidade uma agência de comunicação para representá-lo, afirma que, "no momento”, não pretende tirar seu domicílio eleitoral de Olímpia.

Sem subsídio 1

Depois do barulho provocado ao anunciar subsídio para a conta de luz de templos religiosos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou atrás nesta quarta-feira (15). E disse que, embora o valor seja "irrisório” ele atenderia a política de seu time de Economia contrária a subsídios.

Sem subsídio 2

E assim, o presidente jogou água na fervura levantada pelos críticos, inclusive muitos de seus fervorosos seguidores. Mas frustrou expectativas de religiosos em Rio Preto, que viam na medida um reconhecimento ao trabalho social que as igrejas fazem. No município, são 332 templos religiosos oficialmente cadastrados.

Foi no vácuo

Em entrevista à coluna nesta quarta-feira (15), o  deputado estadual Itamar Borges (MDB), admite que a lacuna de representatividade de Rio Preto na Assembleia Legislativa foi determinante para a decisão de transferir seu domicílio eleitoral para a cidade, encerrando décadas de história como político de Santa Fé. Abaixo, ele responde às principais curiosidades levantadas por esta movimentação.

Por que?

"Na última eleição em 2018, a cidade de Rio Preto perdeu os deputados com domicílio eleitoral na cidade. Vim para suprir essa lacuna. Rio Preto é a nossa capital regional e precisa ter o seu deputado. Ao trazer meu domicílio eleitoral para cá, isso não só me identifica como fortalece minha relação com a cidade e com toda a região.”

Eleições 2020

"Nas Eleições de 2020, meu partido, o MDB, tem como pré-candidato Edinho Araújo, que será candidato natural à reeleição. Ele é o meu candidato a prefeito.”

Conversou com Edinho?

"Eu informei o Edinho. Ele me disse que esse seria o caminho natural a seguir."

E a casa?

"Irei morar com a minha família em Rio Preto.”

E Santa Fé?

"Sou filho de Santa Fé, a mudança do meu domicílio eleitoral não altera minha história com a cidade. Tenho escritório político lá há mais de 20 anos. E vou continuar. A minha relação será a mesma. A mudança faz parte de um processo de maturação política e sempre estarei representando a minha terra natal."






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!