Foto por: Reprodução
Policiais envolvidos no tiroteio foram transferidos para o 52º Batalhão da PM

Policiais envolvidos em suposta execução são transferidos de Rio Preto

Por: Karol Granchi
27/11/2019 às 10:10
Polícia

Os quatro policiais do 9º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) de Rio Preto que participaram da morte de quatro suspeitos foram transferidos para o 52º Batalhão da Polícia Militar, que tem sede em Mirassol.

A ocorrência foi registrada em 7 de outubro deste ano, na chácara na Estância Veneza, perto da rodovia Washington Luís, zona sul da cidadeQuatro suspeitos de assaltar uma chácara no local morreram em um suposto confronto com os policiais militares. Segundo o boletim de ocorrência, os suspeitos tinham rendido três pessoas e fugido em um carro.

De acordo com a versão dos PMs, dois dos bandidos fugiram a pé e atiraram contra os policiais. Os outros dois, que teriam ficado dentro do carro, também teriam trocado tiros. Quatro armas foram apreendidas.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que está à frente das investigações do caso, obteve imagens do circuito de segurança de uma empresa perto do local que supostamente mostrariam a execução de dois dos suspeitos - Adeilton Souza da Silva e Richard Miranda Claudino da Silva. O inquérito corre sob sigilo.

No final de outubro, a Corregedoria da Polícia Militar havia instaurado um inquérito e havia afastado, temporariamente, dois dos policiais que atuaram na ação. 


Segundo informações da Polícia Militar, os quatro policiais não atuam mais no 17º Batalhão (que corresponde apenas a Rio Preto e distritos do município). Ainda não foi definida a nova cidade de atuação da guarnição. O 52º Batalhão da PM tem sede em Mirassol, mas não foi confirmado se os policiais vão atuar na cidade. A informação também foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).

"Eles não foram transferidos como forma de punição ou promoção. Os policiais foram transferidos de Rio Preto para justamente a atuação deles na cidade não interferira nas investigações e apurações do caso, que são muito complexas", afirmou um comandante do Baep, que pediu para não ser identificado. 

Abaixo, segue a nota da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo: 

"Todas as circunstâncias relativas aos fatos seguem em apuração por meio de IPM instaurado pela Corregedoria da Polícia Militar, e de inquérito policial pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São José do Rio Preto. As vítimas do roubo, familiares dos suspeitos mortos e os policiais militares estão sendo ouvidos. Os PMs citados foram transferidos."


Outro confronto

Menos de uma semana após a morte dos quatro suspeitos, outro confronto entre bandidos e policiais do Baep resultou na morte de seis pessoas. Na noite do sábado (12), um policial foi baleado e seis homens foram mortos durante uma troca de tiros em uma casa de fundo, na Estância Alvorada, em Rio Preto. Ao todo, 11 policiais participaram da ocorrência. Um dos policiais chegou a ser baleado no colete, atendido no hospital e liberado.

A suspeita é de que os homens estavam planejando furtar uma agência bancária da cidade. Armas, fuzil, dinheiro, documentos e coletes de segurança foram encontrados e apreendidos dentro do imóvel, além de anotações que poderiam ter ligação com o PCC. A DIG também investiga o caso. 

(Atualizada às 12h46). 








Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!