Foto por: Divulgação
Santo Beluci: apresentador agora está na 40 Graus FM

Com Santo e Sandro Beluci, rádio de José Faria, patriarca da Constroeste, começa a ganhar cara

Por: Maria Elena Covre, Fabrício Carareto e Lucas Israel
14/11/2019 às 19:35
Bastidores

Depois de quase três décadas nas ondas da FM Diário, Santo Beluci vai para a 40 graus FM, que até pouco tempo atrás só tinha programação musical

O dial de José Faria
Quando o megaempresário de Rio Preto José Faria adquiriu uma emissora de rádio no ano passado, o burburinho foi grande. Qual seria o objetivo do patriarca do Grupo Faria, guarda-chuva que abriga entre outras potências a onipresente Constroeste, ao colocar em seu portfólio um inédito veículo de comunicação de massa? 

Capricho pessoal
Há quem diga que a compra teria sido um ato impulsivo de "seo Zé Faria” que, aos 80 anos de idade e ainda à frente de seu império, vem se permitindo alguns caprichos pessoais a esta altura da vida. Mas há quem faça outras conjecturas também. O fato é que, especulações à parte, a rádio 40 GRAUS FM, com sinal em Nova Granada e estúdios no edifício Metropolitan, região central de Rio Preto, até dias atrás praticamente só tocava sertanejo. Mas da semana passada para cá já começa a ganhar cara com uma grade de programação na parte da manhã. E não é qualquer programação. 

Santo "bem-te-vi" Beluci 
Além de um noticiário nas primeiras horas do dia, a rádio do dono da Constroeste marcou um golaço ao colocar no ar no último dia 4 de novembro Santo Beluci, um "mito” do rádio local que reinou nas ondas da FM Diário por quase três décadas. Além de Santo, que toca os trabalhos das 8h às 10h todo dia, o filho dele, Sandro Beluci, ocupa as duas horas seguintes da programação, das 10h às 12h. Antes da dupla, tem noticiário com o jornalista Marcos Ferreira. E lá na gestão, cuidando de tudo, está outra referência do radialismo em Rio Preto, Cacá Rossete. 

Para quem pode 
De novo, os mais generosos (ou ingênuos?) brincam dizendo que "seo Zé Faria” está apenas formatando a rádio que ele gostava de ouvir e já não encontra mais no dial: um misto de noticiário com entretenimento voltado ao tradicional universo caipira com o infalível sertanejo universitário. E no meio da programação, claro, ele poderá vender os produtos do grupo, que atua ainda nas áreas de consórcio, corretora de seguros e revenda de veículos. E o meio segue ouriçado, esperando as próximas novidades. 

Casale na fila 
Se existe alguém que pode ganhar com a guerra ainda em curso dentro do PSL entre bolsonaristas e bivaristas, é o empresário de Rio Preto Marcos Casale, que disputou cadeira na Assembleia Legislativa no ano passado. Com 13.288 votos, ele pegou a quinta suplência, mas nem dorme mais com a possibilidade de se efetivar no cargo caso os bivaristas, grupo ao qual pertence, obtenham sucesso na empreitada de expulsar os deputados estaduais que pretendem seguir o presidente Jair Bolsonaro rumo ao Aliança pelo Brasil antes de o novo partido ser oficializada. 

Bolão 
E daí que nos barulhentos grupos de Whats que reúnem bolsonaristas e afins já existe até um bolão correndo sobre os nomes que vão se empenhar na criação do Aliança e os que vão permanecer no PSL. A bancada é formada por 15 deputados estaduais: Janaína Pachoal, Gil Diniz, Dimas Mecca Sampaio, Bruno Lima, Rodrigo Gambale, Douglas Garcia, Letícia Aguiar, Valéria Bolsonaro, Tenente Nascimento, Danilo Balas, Oscar Castelo Branco, Adalberto Freitas, Frederico D’Avila, Tenente Coimbra e Coronel Nishikawa. 

Janaína Paschoal fica?
Gil Diniz já consta na lista dos bolsonaristas que vão ser mandados para a fogueira pelos bivaristas. Janaína Paschoal, que rastelou mais de 29 mil votos em Rio Preto, de um total que ultrapassou os 2 milhões em todo o Estado, deve ficar no PSL na opinião da maioria dos apostadores. 

Deu like 1
O defensor público Júlio Tanone gostou da possibilidade de mudança de perfil da Guarda Municipal de Rio Preto. Para ele, diferentemente do que pensam vereadores como o delegado Renato Pupo (PSD), a nova forma de atuação que vem sendo planejada pela Prefeitura é mais coerente com a legislação em vigor. "Enquanto o policiamento ostensivo cabe à Polícia Militar, às GCMs incumbem a proteção da população e dos bens públicos, devendo focar suas ações em medidas de prevenção à ocorrência dos delitos”, escreveu em sua conta no Facebook.

Deu like 2
Tanone ainda aproveitou para lembrar que a Lei do Estatuto das Guardas Municipais, embora tenha liberado o uso de armamento letal, não impôs obrigatoriedade ao uso, deixando para as prefeituras a missão de utilizar ou não o recurso. "Caso o município decida pela utilização de armamento letal, a GCM deverá se submeter ao Estatuto do Desarmamento, tendo que arcar com expressivo aumento de despesas e responsabilidades, notadamente com a celebração de convênio com a PF, o fornecimento de cursos de capacitação regular, avaliações psicológicas e renovação regular de porte de arma.”

Retaguarda
Apesar de protestos velados dentro da corporação, e públicos entre os vereadores, o  prefeito Edinho Araújo (MDB) mantém coerência com o discurso do secretário  de Trânsito e Segurança, Amaury Hernandes, em relação ao novo perfil da GCM. Em entrevista à coluna, Edinho afirmou que cabe à Guarda "precipuamente cuidar do patrimônio", que é justamente o que está escrito na ementa de criação da GCM em 2007. 

Pau é pau, pedra é pedra
Embora adote discurso para valorizar tanto guardas como policiais, Edinho mantém a postura de que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. A feição de polícia adquirida pela GCM após anos sob comando de ex-policiais civis e militares não agrada. "A Polícia Militar tem papel importante, da segurança. É preciso distinguir os papeis e a Guarda Municipal continuar sendo respeitada como é."

Segurança alimentar 1
O prefeito Edinho Araújo encaminhou à Câmara de Vereadores dois projetos de lei para alinhar a cidade com exigências do Sisan (Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional). O primeiro, amplia o número de integrantes no Comsea (Conselho Municipal de Segurança Alimentar), responsável pelo debate em torno de um plano para o setor. Este tem prazo de um ano para sair do papel. Pela proposta do Executivo, serão 15 conselheiros, 10 da sociedade civil e cinco funcionários da prefeitura indicados pelo governo. 

Segurança alimentar 2
O outro projeto cria o Centro de Produção e Transferência de Tecnologia Agropecuária, vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Segundo o Executivo, o órgão será responsável pela transferência de tecnologia a produtores rurais, além da produção de gêneros alimentícios para abastecer o Banco Municipal de Alimentos e uma central de compostagem.

A galope
O prefeito Edinho Araújo (MDB) sancionou o projeto de lei da vereadora Cláudia de Giuli (PMB) que põe um ponto final na atuação dos carroceiros no perímetro urbano de Rio Preto. Polêmica, a proposta se arrastou por anos no Legislativo, até que acabou aprovada pelos vereadores. O acordo só foi obtido após a introdução de prazo de um ano para que a lei seja cumprida após sua data de publicação. 






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!