Marcos Scaldelai

Empresário e presidente do Lide Rio Preto


Não dou chance. Dou corda

Por: Marcos Scaldelai
08/09/2019 às 11:44
Marcos Scaldelai

Sempre fez parte de toda minha dinâmica profissional desenvolver pessoas. E sempre tive facilidade em identificar quem realmente tem potencial de acordo com as competências que acredito serem essenciais para se tornar um grande líder.

Vejo muito o perfil que o mercado quer. Um profissional capaz de transitar por diversos tipos de empresas e possíveis áreas. Busco sim o perfil generalista. Esta é minha característica como gestor. Mas de fato como deve ser este processo? Como criar as oportunidades para ajudar no desenvolvimento profissional do seu time? E aqui é uma decisão crucial e deve ser compartilhada com clareza com o candidato. Nunca diga vou dar uma chance. É pejorativo. Chance você dá para quem em algum momento parece que não conseguiu algo e terá uma nova oportunidade. Ou para quem você ainda não acredita que seja capaz suficientemente. Já entra desacreditado e com um passo para o fracasso. Que força motivacional você está gerando para este profissional? Qual o verdadeiro estímulo como líder você quer que ele compreenda?

Por isso eu digo que " dou CORDA". Quando você dá corda, você deixa o profissional se desenvolver como ele imagina mas sempre amarrado a você, pois precisa de coaching. Precisa de alguém que o ajude na direção correta. É seu papel também. E você vai esticando a corda, deixando cada vez mais longe de você, conforme a velocidade do desenvolvimento do candidato, até que ela acabe e ele esteja pronto para caminhar com as próprias pernas. Se no meio do caminho ele tiver algum tropeço e necessitar de um redirecionamento, é só puxar a corda e com o "tranco", ele vai parar, analisar e se preparar para os próximos passos. Mas, se algo de muito ruim também acontecer, distanciando demasiadamente da função designada ou dos princípios necessários, aí se torna obrigatório dar o nó e definitivamente enforca-lo. É triste quando isto acontece e na maioria das vezes, é pelo simples motivo de tentarmos acelerar o crescimento do profissional pulando fases importantes no seu desenvolvimento. Lembre-se: um ótimo vendedor, pode ser um péssimo supervisor!!!! Temos que ter a visão capaz de identificar o momento certo de cada um. O tamanho da corda é o tamanho do desafio que você acredita que o profissional possa superar. Quão interessante e importante darmos muitas cordas!!! Isto é sinal de ter muitos profissionais interessados e prontos para crescer na empresa. E você precisa ser um agente impulsionador deste desenvolvimento na sua equipe. Afinal, você também espera isto de seu superior.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!