Jill Castilho

Arquiteto e escritor


Me perdoem

Por: Jill Castilho
27/05/2020 às 09:39
Jill Castilho

Me desculpem por não escrever algo que possa tirá-los desta realidade caótica que estamos vivendo.

Me perdoem por tentar inúmeras vezes parecer feliz neste mundo de aparências.
Me desculpem por não criar conteúdo para entretê-los nesta quarentena.
Me perdoem por não tentar vender meus serviços pelas redes sociais.
Me desculpem por não me sentir alegre e feliz com tantas lives de cantores ou bandas.
Me perdoem por estar triste.
Me desculpem por não me embriagar por pura alegria.
Me perdoem pelas postagens melancólicas.
Me desculpem por as vezes brigar pelo que parece ser óbvio: 

A VIDA.

Me perdoem por levá-los a realidade:

MORTE, CENTENAS DE MILHARES NO MUNDO.

Números que são pessoas, com sonhos interrompidos, deixando pessoas amadas, como famílias, amigos, filhos, sobrinhos, pais ou netos.
PESSOAS que talvez viveriam por muito mais tempo se não fosse essa pandemia, ou o descaso ou a desigualdade.
Me perdoem mas este momento também sobretudo é de reflexão sobre como queremos continuar vivendo no mundo a reconstruir.
Viver em aparências sem conexão real com o que e quem nos cercam? Ou viver a verdade que somos, o presente sem ilusões, tendo total cumplicidade com o que é humano?
Me desculpa por perguntar, mas preciso saber, pois da maneira que está o mundo não pode continuar.
Me perdoem por pedir perdão pois não sei mais como me relacionar com essa nuvem de Dor e Luto.
É hora de dizer ADEUS a inúmeras futilidades do cotidiano e respirar o mesmo ar que todos.

A decisão está nas suas mãos! Bora começar?!  






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!