Marcus Alonso

Profissional do Franchising


Rede de fast food americana fecha suas unidades no Brasil

Por: Marcus Alonso
24/01/2020 às 08:39
Marcus Alonso

A Wendy’s, considerada uma das maiores franqueadoras dos Estados Unidos, encerrou oficialmente todas as suas operações no Brasil. Mesmo sem pronunciamentos oficiais, a notícia se espalhou rapidamente no início desse ano, quando alguns clientes se depararam com o local fechado. 

Desde que foi inaugurada no país, há 3 anos, a rede de fast food que apostava no hambúrguer quadrado, contava com cinco pontos instalados na Grande São Paulo. Todos eles foram sendo fechados ao longo de 2019. 

Segundo informações do site InfoMoney, a empresa confirmou a informação durante uma entrevista, mas não explicou os motivos por trás da decisão. Todas as páginas oficiais do Wendy’s Brasil também foram retiradas do ar. 

A franquia chegou ao Brasil em 2016, após quatro sócios brasileiros fecharem um acordo de R$ 10 milhões. A lanchonete fazia parte da holding Infinity Services – que também já comandou o bar Hooters, encerrado em março do ano passado.

Estratégia que não deu certo

Mesmo que o encerramento das operações não tenha sido esclarecido, não é muito difícil entender o que de fato aconteceu com a rede Wend’ys do Brasil. 

O conceito da franquia aplicado aqui no Brasil foi bem diferente do adotado nos Estados Unidos, chamado de fast-casual. Resumidamente, o Wendy’s do Brasil misturou a rapidez do fast-food com o conforto do chamado casual dining, que nada mais é que um restaurante no estilo da rede Outback. 

A intenção foi interessante, porém, a ideia não decolou e o Wendy’s do Brasil foi perdendo para a concorrência e para os serviços de delivery dia após dia. Os donos, por sua vez, ao invés de se movimentarem para evitar o fechamento das operações, não mudaram a estratégia e, aos poucos, suas lojas foram ficando cada vez mais vazias. 

A importância de um planejamento estratégico no mundo das franquias

Quando uma notícia como essa se espalha, é comum ouvirmos que o negócio não deu certo porque "o brasileiro não gosta desse tipo de fast-food”. Mas a verdade é que ter um planejamento estratégico é fundamental para que uma rede tenha sucesso. 

Dentre todos os pontos estratégicos, estão a definição e implantação de processos, indicadores de desempenho, pessoas capacitadas e treinamento para os envolvidos principalmente: administrativo, financeiro, recursos humanos, marketing, comercial, produtos, serviços, fornecedores, supply chain. 
É exatamente por conta de tudo isso que a receita do sucesso tem muito mais detalhes para serem analisados do que você pode imaginar. 

ABF

O presidente da ABF, André Friedheim, comentou sobre o assunto e revelou que o mercado brasileiro tem, atualmente, 214 marcas internacionais de franquias de 30 países diferentes. Para ele, a entrada no mercado nacional começa pelo planejamento e a escolha de um ótimo parceiro.

Lembrando que a internacionalização tem de ser por estratégia e não por oportunidade. Algumas empresas acabam entrando no País porque apareceu um candidato interessado em comprar uma loja, mas a rede não investiga, antes, se o interessado tem o perfil da marca e capital. 

Portanto, é nesse momento que se perde a estratégia e a entrada é feita apenas pela oportunidade. Algumas empresas pecam justamente porque não fazem detalhamento profundo da sua estratégia de atuação no mercado brasileiro e acabam tendo o mesmo destino que a Wendy’s no Brasil.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!