José Vitor Rack

Escritor e roteirista


Testamento de um escritor brasileiro

Por: José Vitor Rack
16/12/2019 às 13:53
José Vitor Rack

Ser escritor no Brasil é como ser vendedor de gelo no Pólo Norte. Às vezes eu penso que este país é a última estação da via-sacra. Uma experiência radical do homem sobre a Terra. O Brasil é experimental. O que dá certo no mundo, aqui desanda. O que aqui é sucesso garantido, no mundo flopa.

Saí do conforto da vida caseira e fui trabalhar. Conheci de tudo. Andei pelo mundo. E vi como o homem vivia, sofria, amava! E eu também vivi, sofri e amei. Amei plenamente! Sofri profundamente... E, portanto... Vivi intensamente! Viver é isto, não é? Tudo isso aqui no Brasil, este país nonsense, imprevisível, louco.

Acredito que um dia a vida será mais justa, portanto mais bela. Sabe-se lá quando... Mas acredito.

Vi de tudo neste mundo. Procurei ajudar quem precisasse de mim. Vi crianças que nunca receberam um brinquedo... E outras que os receberam demais, sem medida, a corromper-lhe o caráter. Encontrei prédios erguidos para guardar carros... E muita gente que não tinha onde se abrigar. Vi mesas fartas que terminavam na boca de cães! E seres humanos necessitando de um pedaço de pão para sobreviver. Conheci gente que não sabia que roupa escolher... E tantas outras, muitas, que não tinham nenhuma para se defender do frio, do vento e da chuva. 

Vi de tudo. Vi o mundo! Perfeito ou imperfeito, o que trago do mundo em mim foi o que ele me deu. E ele teve todo o meu amor. É por isto que me agarrei a este ofício da escrita: ele é a estação da agonia. 

Rogo a Deus para viver o dia em que a vida neste país será respeitada. Me refiro à vida dos vivos. Pois quando eu morrer nada restará de tudo o que vivi. De tudo o que escrevo alguma coisa sempre ficará plantada em cada um que me lê. É assim que tudo começa. Você precisa jogar uma semente na terra! Ela germina, brota, cresce, floresce e dá frutos. 

E é por isto que eu digo, querido leitor: o amor ainda será a palavra final neste país. La garantia soy yo.

PS – Este texto foi escrito usando um texto de Jorge Andrade como base. Não é plágio. É amor.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!