Pastor Edevaldo Soldeira Rodrigues

Pastor da Primeira Igreja Batista de Rio Preto


O tempo e a vida

Por: Pastor Edevaldo Soldeira Rodrigues
11/10/2019 às 13:46
Pastor Edevaldo Soldeira Rodrigues

Não é fácil viver. Embora todos querem vida, nem sempre sabe-se viver como convém. Uma das características que provam nossa inabilidade quanto ao saber viver é o que fazemos com o tempo.

Há um texto na Bíblia que nos indica a necessidade de uma oração, um pedido a Deus, a respeito de nossa existência. O texto é o do Salmo 90:12 que diz: "Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria.”

O Salmo 90 é o mais antigo da Bíblia, foi escrito por Moisés e fala do tempo da nossa vida. O que é o tempo? "As três coisas mais difíceis do mundo são: guardar um segredo, perdoar uma ofensa e aproveitar o tempo.” (Benjamin Franklin)

Em grego existem três palavras para tempo: Aion – o longo prazo, as eras. Olhar para o aion mostra como somos pequenos e finitos – desperta humildade e nos leva a agradecer por participar da vida. No aion, somos a gota que se alegra por fazer parte do oceano.

Kairós – um bloco de tempo, uma ocasião determinada, um período definido. É aquele em que se encaixam os planos de Deus para nós. Nosso "kairós” requer atenção, prontidão, sabedoria (Sl 90.12).

Chronos – cronômetro - o tempo medido no relógio. As horas, minutos e segundos que passam rápido e que apelam para a responsabilidade e a prudência: não sabemos quando será nosso último segundo.

Durante os 40 anos em que Moisés conduziu o povo de Israel pelo deserto, ele observou todos esses três tempos enquanto via toda uma geração morrer pouco a pouco (a dos que se recusaram a crer em Deus em Cades- Barneia – Números 14.20-35) e uma outra nascer e crescer passo a passo. Com isso, ele nos mostra no Salmo 90 algumas atitudes que precisamos desenvolver para viver significativamente.

A primeira delas é viver reconhecendo a eternidade de Deus. Sim, Deus é eterno. Embora isso seja obvio pensar e declarar, não se vive a vida na perspectiva dessa realidade muitas vezes. Se Deus é eterno, criador de todas as coisas (inclusive de minha vida), então, Ele é capaz de me dar entendimento quanto aos meus dias e me dar segurança para o futuro.

Outra coisa, preciso viver reconhecendo minha fragilidade e finitude. Não viverei nessa terra para sempre. Estou de passagem e preciso considerar que não importa como cheguei, mas importa como partirei. O que conta não é o tempo que vivi, mas "como” vivi. Moisés reconhece em seu Salmo que somos pó, levados pela correnteza do tempo. Somos finitos, uma sombra passageira. Se assim é, então os meus dias precisam ser observados como o que de mais precioso eu tenho para estabelecer meu viver. Como vivo cada dia reflete em que tipo de vida escolhi viver.

Algo maravilhoso que Moisés nos lembra em sua poesia é que devemos viver em todo o tempo usufruindo a graça de Deus. A bondade de Deus, sua misericórdia e compaixão é que estabelecem a consolidação de tudo o que faço na vida. A graça de Deus faz com que eu viva significativamente, capacitando-me para encarar quaisquer circunstâncias com confiança.

O que faremos com os meses – semanas – dias – horas – minutos que Deus nos dá? O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela. (Fernando Pessoa)

Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver. (Dalai Lama)

Peça a Deus o que o sábio Moisés nos ensinou pedir para o bem de nossa curta existência: "Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria.”

Deus te abençoe!






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!